segunda-feira, 21 de junho de 2010

Escolhas!

As pessoas não são simplesmente o que são por nascerem assim. Elas se tornam assim. São influências!, de amigos, ou nem tanto, da família, das coisas das quais se gosta e daquelas que não; daquilo que faz como também do que não se faz. E assim, cada um se constrói e se distrói até.


E daí me pergunto, o que houve com aquelas pessoas, cujos interesses eram tão parecidos com os meus, cuja a convivência era imprescindível e que agora, por ocasião do destino, ou melhor, das escolhas, se distanciaram.

Mas, apesar de não estarem (muito) presentes ainda despertam algum sentimento, às vezes de saudade, mas muitas vezes de pena.

Então, vem o Orkut pedir "Algumas palavras" sobre mim. Mas como dizer de mim sem dizer dos outros e das coisas? É uma relação dialética, que não se pode separar.
Assim, é necessário que eu diga quem me forma e me transforma. E isso vai muito mais além do que dizer de características tão superficiais, ou até mesmo de ataques diretos, de algumas ofensas e até indiretas, ou melhor, bem diretas. Tem até aqueles textinhos prontos, daquelas do tipo "Sou metida? Depende de você!" O que se pode dizer de alguém cujas frases expostas nada traduzem o que realmente são, ou o que verdadeiramente sentem?

E o "Quem sou eu"  vai muito mais além.

Então para aquelas pessoas que me surpreenderam e me surpreendem a cada dia, seja com gestos e/ou atitudes que me fazem ter mais motivos para me distanciar, Muito Obrigada! Fiz escolhas em minha vida e, graças à vocês, sei o valor que a minha vida tem. Sei o valor de mim mesma. E ainda aprendi que, independente do ataque, devo retribuir! Com um sorriso, com um abraço.

Àquelas pessoas que me surpreendem sempre, claro que positivamente, Muito Obrigada! Vocês me dão o que há de mais importante, amizade e carinho gratuitamente, sem a menor das intenções. Vocês são meu apoio, minha alegria, meu motivo de riso, motivo de pranto, de saudade e preocupação. Vocês estão sempre presentes, mesmo que distantes. Eu amo vocês!

Amigas, vocês são as melhores que alguém poderia pensar em ter. Claro que são muitíssimas as afinidades, mas tem àquelas que combinam mais com compras no shopping, outras com as das tardes no cinema, algumas a gente adota, vira da família, é quase irmã de papel passado (=D). Outras que se distanciam por um tempo mas estão presentes nos momentos mais importantes. Mas todos são igualmente especiais. E eu também amo vocês por isso!
Mas ainda existem muitas pessoas que me transformam. Minha família, que nem precisa dizer o quão imprescindível é. Que se faz presente sempre, de muitas maneiras. Mas, mesmo naquelas mais chatas, é perceptível o carinho e o cuidado que cada um tem a oferecer.

E, at last but not least, ao amor da minha vida que me transforma a cada segundo!

Muito obrigada a todos vocês e me atrevo a dar um conselho, Antoine de Saint-Exupéry estava completamente certo ao dizer que "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." Então, busquem cativar e cultivar as coisas e as pessoas. Só assim, preocupados com o amor e a felicidade, esquecerão do resto. E isso é suficiente!

Bela imagem do:

1 comentários:

Jr. Souza disse...

Escolhas, escolhas, escolhas... Nas últimas semanas é algo a qual tenho procurado fazer, escolhas. É cada decepção, que estou vendo se escolho entre o ficar só ou tentar estar com alguém e me enganar dois meses depois.

Postar um comentário

Comente! É a sua chance de dizer a respeito do que leu! =)